SDPLViseu
Ritual Romano da Bênção de uma nova casa
 
 

RITOS INICIAIS

Reunidos no lugar apropriado os membros da família com os seus parentes e amigos, o Ministro diz: Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo.

Todos se benzem e respondem: Amen.

Ministro: Reine nesta casa e em todos os presentes a paz de Cristo.

Todos: Bendito seja Deus, que nos reuniu no amor de Cristo.

Ministro: Elevemos, irmãos, a nossa fervorosa oração a Jesus Cristo, que quis nascer da Virgem Maria e habitou entre nós, para que se digne entrar nesta casa e abençoá-la com a sua presença. Nosso Senhor Jesus Cristo esteja aqui no meio de vós, alimente a vossa caridade fraterna, tome parte nas vossas alegrias e vos conforte nas tristezas. E vós, seguindo os mandamentos e exemplos de Cristo, procurai, acima de tudo, viver de tal modo que esta casa nova seja lugar onde habite a caridade, e donde se difunda ao longo e ao largo a suave fragrância de Cristo.

LEITURA DA PALAVRA DE DEUS

Leitor: Escutai, irmãos, as palavras do santo Evangelho segundo São Lucas Lc 10, 5-9

Naquele tempo disse Jesus aos seus discípulos: "Quando entrardes nalguma casa, dizei primeiro: 'Paz a esta casa!'. E se lá houver homens de paz, a vossa paz repousará sobre eles; senão, ficará convosco. Ficai nessa casa, comendo e bebendo do que tiverem, porque o trabalhador merece o seu salário. Não andeis de casa em casa. Quando entrardes nalguma cidade e vos receberem, comei do que vos servirem, curai os enfermos que nela houver e dizei-lhes: 'Está perto de vós o reino de Deus'".

Salmo 126 (127), 1.2.3-4.5

O Senhor edifique a nossa casa.

Se o Senhor não edificar a casa,
em vão trabalham os que a constroem.
Se o Senhor não guardar a cidade,
em vão vigiam as sentinelas.

 

É inútil levantar-vos antes da aurora
e trabalhar pela noite dentro,
para comer o pão dum trabalho duro,
porque Ele o dá aos seus amigos, até durante o sono.

 

Os filhos são uma benção do Senhor,
o fruto das entranhas, uma recompensa:
como flechas nas mãos de um guerreiro,
assim os filhos nascidos na juventude.

 

Feliz o homem que assim encheu a aljava:
não será confundido,
quando enfrentar os inimigos
às portas da cidade.

 

PRECES

Ministro: Com gratidão, invoquemos o Filho de Deus, que Se fez homem e habitou no meio de nós, dizendo:

Ficai connosco, Senhor.

Senhor Jesus Cristo, que com Maria e José santificastes a vida doméstica, dignai-Vos habitar connosco nesta casa, de modo que Vos sintamos sempre como nosso hóspede e Vos honremos como nosso Mestre e Senhor.

Senhor Jesus Cristo, em quem todo o edifício bem construido cresce para formar um templo santo, fazei que os habitantes desta casa sejam morada de Deus pelo Espírito Santo.

Senhor Jesus Cristo, que ensinastes os vossos fiéis a construir a sua casa sobre rocha firme, fazei que a vida desta família se apoie firmemente na vossa palavra e, evitando a divisão e discórdia, Vos sirva de coração sincero e espírito generoso.

Senhor Jesus Cristo, que, não tendo morada própria, aceitastes com a alegria da pobreza a hospitalidade dos amigos, fazei que todos aqueles que procuram habitação encontrem, com a nossa ajuda, uma casa digna da sua condição humana.

ORAÇÃO DE BÊNÇÃO

Ministro: Assisti, Senhor, os vossos servos, que, ao inaugurar (hoje) esta casa, imploram humildemente a vossa bênção, para que, estando em casa, encontrem em Vós um refúgio, ao saírem, Vos tenham por companheiro, ao regressarem, Vos sintam como hóspede, até que um dia cheguem felizmente à morada para eles preparada na casa do vosso Pai. Vós que sois Deus com o Pai na unidade do Espírito Santo.

Todos: Amen.

O Ministro asperge com água benta os presentes e a casa, dizendo: Esta água nos recorde o nosso Baptismo em Cristo, que nos remiu com a sua morte e ressurreição.

Todos: Amen.

CONCLUSÃO

Ministro: A paz de Cristo reine em nossos corações, a palavra de Cristo habite em nós com abundância, de modo que tudo o que fizermos, por palavras ou por obras, seja tudo em nome do Senhor.

Todos: Amen.

É conveniente terminar a celebração com um cântico apropriado.